NOTÍCIAS

Os escritórios de contabilidade agora são empresas de tecnologia

03 OUT 2019

A tecnologia está reinventando o modelo de negócio das empresas contábeis. Investir em software se tornou fundamental para que elas se destaquem no mercado e ofereçam serviços que atendam as necessidades da nova geração de clientes. “Os escritórios não são mais apenas uma empresa de contabilidade, mas sim de tecnologia, com foco em prestar serviços terceirizados”, disse Roberto Dias Duarte durante o We Are Omie 2019, evento de empreendedorismo, tecnologia e contabilidade, que acontece nesta quinta-feira (08/08), em São Paulo.

Duarte é conselheiro da Omie, professor e especialista em contabilidade. Sua palestra discutiu as tendências do setor, com destaque para o Business Process Outsourcing (BPO) – em outras palavras, a terceirização de serviços.

Para Duarte, este mercado tem um grande potencial de crescimento, pois as empresas não fazem internamente processos que podem ser muito caros. "A missão dos empreendedores da contabilidade é eliminar tarefas custosas e burocráticas dos seus clientes. Assim, eles ganham mais produtividade", afirma.

No entanto, apenas oferecer os serviços não é suficiente. De acordo com ele, é preciso também desempenhar um papel educacional, ensinando as empresas como fazer uma precificação, por exemplo.

Virando a chave

Por muito tempo, os escritórios de contabilidade eram associados à ideia de lidar apenas com números e balanços. No entanto, esse cenário vem mudando. Segundo Duarte, empresas desse mercado já estão investindo nas áreas de marketing, vendas, e recursos humanos e gestão.

Para ele, esse é um movimento muito oportuno, principalmente devido ao otimismo econômico com o acordo do Brasil com a União Europeia e os possíveis tratados de livre comércio com os Estados Unidos. “As empresas pequenas precisarão de bons serviços contábeis para estar com sua conformidade legal compatível com o resto do mundo. A contabilidade é uma excelente oportunidade de negócio para quem entende de gestão”, diz o conselheiro.

Fonte: https://revistapegn.globo.com/We-Are-Omie/noticia/2019/08/os-escritorios-de-contabilidade-agora-sao-empresas-de-tecnologia.html 

VEJA TAMBÉM