NOTÍCIAS

Índice oficial de preços desacelera.

24 AGO 2018

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) desacelerou neste mês, ao aumentar 0,13%, patamar 0,51 ponto percentual abaixo da taxa de julho (0,64%).

Esta é a menor taxa para agosto desde 2010 (-0,05%). Desta forma, o indicador acumula alta de 3,14% neste ano. Nos últimos 12 meses até o oitavo de 2018, o IPCA-15, considerado uma prévia da inflação oficial, ficou em 4,30%, abaixo dos 4,53% registrados no período imediatamente anterior. Em agosto de 2017, a taxa foi de 0,35%, informou ontem (23) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Os grupos Habitação (1,10%) e Saúde e cuidados pessoais (0,55%) foram os principais impactos positivos de agosto, contribuindo com 0,17 ponto percentual (p.p.) e 0,07 ponto, respectivamente.

Por outro lado, do grupo Transportes (-0,87%) veio o impacto negativo mais intenso no índice, -0,16 p.p. De acordo com o IBGE, a maior influência em Habitação (1,10%) foi o item energia elétrica (3,59%), com impacto individual no índice do mês, com 0,14 p.p.

Destacam-se, particularmente, o reajuste de 15,84% ocorrido em uma das concessionárias pesquisadas em São Paulo (7,84%), em vigor desde 4 de julho, e o reajuste médio de 12% registrado em Belém (0,72%), vigente desde 7 de agosto.O grupo dos alimentos, que responde por cerca de um quarto das despesas das famílias, havia apresentado alta de 0,61% em julho e, em agosto, recuou para 0,03%, influenciado principalmente pela alimentação no domicílio (-0,43%) devido à redução nos preços de alguns itens importantes como: cebola (-29,72%), tomate (-16,41%) e batata-inglesa (-15,49%).
Fonte: DCI

VEJA TAMBÉM